Museu Etnográfico da Alta Estremadura

Casa da Madalena

Fundado e administrado pelo Rancho Folclórico Rosas do Lena, o Museu Etnográfico da Alta Estremadura – Casa da Madalena, reconstitui aspectos significativos da etnografia do norte estremenho.

Instalado num edifício dos séculos XVIII/XIX, recuperado para o efeito, recria, no primeiro andar, a casa rural estremenha, que ocupa quatro divisões: casa de fora, cozinha, quarto, casa do tear e sótão e expõe, noutras divisões, instrumentos musicais, brinquedos, quadros de calcário dos canteiros da Batalha (executados na mesma pedra do Mosteiro de Santa Maria da Vitória), gravuras, fotografias, pinturas, entre elas do pintor Guilherme Correia, e uma colecção de centenas de miniaturas reproduzindo carros de bois, carroças de muares, arados, charruas, barcos da costa de Leiria, alfaias agrícolas, instrumentos de tecelagem, cestaria, louçaria, “ofertas” e andores.

Na divisão seguinte reconstitui a Escola Primária da primeira metade do Século XX e evoca a Cantina Escolar da mesma época.

Em três painéis envidraçados, mostram-se as paredes de tabique, tijoleira e carrasca de pinho.

No rés-do-chão de piso lajeado de calcário, apresenta uma vasta colecção de alfaias agrícolas e alguns aspectos da arqueologia: estações da Rebolaria/Boiças/Crasto e de Collippo e da paleontologia locais.

O espaço museológico abrange, ainda, o pátio, empedrado com seixos rolados, com a picota assente em tronco de oliveira, o poço e o forno.

O Museu situa-se na Rebolaria, a 1 km da Batalha, com mira¬douro donde se observa uma soberba vista do Mosteiro, do vale do Lena e da Serra dos Candeeiros e se avistam territórios dos concelhos de Leiria, Porto de Mós e Alcobaça.

Antes
Depois