Rosas do Lena
  
 
 
 
 

 
 
Historial



Instituição de Utilidade Pública, a acção do Rancho Folclórico Rosas do Lena foi diversas vezes reconhecida, tendo em 1963 obtido o 1º prémio de Grupos da Região de Leiria; em 1969, o 1º prémio do VII Festival de Folclore Nacional (Lisboa); em 1979 a medalha de prata do município da Batalha; em 1984, a taça da cidade francesa de Villeurbanne; em 1991 a medalha de ouro do município da Batalha e o medalhão de prata da Região de Turismo de Leiria/Fátima (Rota do Sol); em 1998, o globo de cristal da delegação de Leiria do INATEL; em 2002, o prémio INATEL para os melhores grupos de animação do turismo sénior e, em 2003, o diploma de mérito cultural da academia de letras e artes de Paranapuã (Brasil).
É membro efectivo da Federação de Folclore Português. Participou em mais de 2000 festivais nacionais e internacionais em Portugal continental e nos Açores, e espectáculos, entre eles a bordo do transatlântico grego “Golden Odissey” e na EXPO’98.

Fez 28 digressões no estrangeiro, participou em festivais internacionais na Alemanha, Áustria, Croácia, Eslováquia, Espanha, França, Holanda, Itália (Sicília), Lituânia, Polónia e Sérvia. Em 11 gravações discográficas, para várias editoras, editou 5 discos pequenos, 1 disco de longa duração (LP), 3 discos compactos (CD) e 3 cassetes desde 1967. Gravou diversos programas para a televisão. É promotor das Galas Internacionais da Batalha e do FestiBatalha. Promove, anualmente, uma acção de animação e cultura (8 dias) e reconstituições de tarefas agrícolas e de manifestações religiosas populares. Fundou e administra o museu Etnográfico da Alta Estremadura.

 
 

Em 1963 O Rancho Folclórico Rosas do Lena iniciava a sua actividade com um vasto e variado grupo de elementos.


 

  Foto

actualmente o grupo continua a ser vasto e diverso, mas cada vez mais genuíno


Mais Fotos >  
 
 
Designed By FutureMinds